O que é Flexografia?

De acordo com o dicionário é:

“Flexografia – S.F. – Sistema de impressão de relevo, rotativa, com clichês plásticos e tintas fluidas de secagem rápida.”

flexografiaPara mim é uma arte, pois envolve muitos fatores que vão desde a idéia para a criação, produção de fotos, ilustrações, quantidade de cores, arte-final, clichê (fotopolímero),  substrato, anilox, tipo de impressora, ganho de ponto até o produto finalmente impresso.

A Flexografia possui a facilidade de imprimir sobre diversos tipos de substratos e de variar o formato.

Pode-se imprimir desde etiquetas e sacolas plásticas até papelão ondulado. A otimização é maior, pois, diferentemente de outros processos, como offset, a flexografia não possui interrupção no perímetro do clichê colado. Assim, pode-se aproveitar melhor o substrato.
Muitas são as variáveis que interferem nos resultados da impressão em flexografia. A chapa, a tinta, o anilox, a máquina, o substrato e a própria mão-de-obra, para se citar apenas os principais.

Flexografia é um sistema de impressão, assim como outros, que se diferencia por ter um conjunto de característica próprias, que são:

– Sistema de impressão direto, isto é, transfere a tinta da matriz de impressão direto para o suporte a ser impresso sem passar por nenhum outro material antes.

– Matriz relevográfica e flexível, que pode ser um clichê de borracha ou fotopolímero, que são materiais flexíveis, para que os mesmos possam ser fixados em cilindros e tem sua área de grafismo, áreas que serão impressas, em alto relevo.

– Tinta líquida de secagem rápida, a tinta tem que ser líquida principalmente para equipamentos que trabalham com circulação por meio de bombas de tinta, já nos equipamentos que não trabalham com este sistema já se pode trabalhar com tinas um pouco mais “grossas”, chamadas de semi-líquidas, o que permite uma melhor cobertura.

– Diversos tipos de suportes, devido a grande flexibilidade na configuração de equipamentos e principalmente ao característica de secagem da tinta pode-se imprimir sobre uma gama muito grande de suportes, no processo flexográfico é mais comum a impressão sobre materiais flexíveis (impressão de bobinas), mas, também imprime materiais não flexíveis, em máquinas específicas, como papelão ondulado e pisos cerâmicos (impressão em chapas).

Portanto, podemos definir flexografia como:
Sistema de impressão direta, que utiliza-se de matrizes relevográficas flexíveis, que usa líquidas de secagem rápida, e que permite a impressão sobre diversos tipos de suportes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *